"Bati-me sempre por coisas que iam além de mim e não olhei a sacrifícios. Fiz o que pude, e quem faz o que pode faz o que deve" - Fernando Valle.
30 de Dezembro de 2003

Cada vez que se fala e tomam posições na sociedade portuguesa sobre a Interrupção Voluntária da Gravidez" (como foi o recente indulto presidencial à enfermei condenada na Maia) surgem notícias e declarações do meu camarada Cláudio Anaia, ora criticando, ora condenado os camaradas de partido pelas posições que tomam, na "sua qualidade de presidente dos jovens socialistas católicos (jsc)". O facto é que esses autodenominados JSC não existem, nem nunca existiram e choca-me ver como é que a comunicação social pode dar relevo a uma pessoa (apesar de constantemente afirmar que são muitos) que discorda sobre determinada matéria, quando essa mesma pessoa, dentro da estrutura nada diz sobre o assunto (salvo uma excepção - X Congresso Nacional da JS em 1998). A JS, estrutura de que faço, orglhosamente, parte, tem uma laga percentagem de militantes católicos, mas tem também militantes de outras confissões religiosas e uma das coisas que sempre me fizeam bastante confusão é a mistura que se tenta fazer entre partidos políticos e religiões, como é o caso escandaloso do PP. Ser católico (que sou) e ser socialista é uma forma de estar para com a vida e de agir no nosso dia-a-dia e nnca uma forma de autopromoção, como faz o Cláudio Anaia. Quanto à IVG, está na hora de acabarmos com a hipocrisia reinante na nossa sociedade, parecendo às vezes que se ostenta essa hipocrisia como uma coisa boa. Sendo um assunto delicado e com demasiadas implicações para desenvolver aqui (a vida, o direito à vida, a genética, as convicções religiosas, os direitos das mulheres, a moral, a ética, as implicações jurídico-penais, o planeamento familiar, etc.), o ceto é que os "abortos" continuam a fazer-se com ou sem condições, em Portugal ou no estrangeiro. E quando as leis deixam de ser cumpridas e o seu não cumprimento aceite tacitamente na sociedade, devem ser mudadas. Mude-se a lei com urgência no sentido de um Portugal moderno e progressista e não continuemos a agir como um país terceiro-mundista.
publicado por Pedro Vaz às 18:26
Dezembro 2003
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
31
Movimento
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Fica aqui o meu contributo: http://minutoacessivel...
Paula Teles foi-me falada pelo Núcleo de Acessibil...
Paula Teles foi-me falada pelo Núcleo de Acessibil...
Gosto disto, vou começar a seguir o vosso blog.......
Sr Pedro Vaz,Como está tã informado pergunto-lhe s...
pena nao haver mesmo uma rampa para o inferno, par...
Olá Pedro Vaz.Cá o Cidadão abt fez questão em link...
Caro Pedro Vaz,Ja verifiquei o link e devo-lhe um ...
Caro Anónimo:http://dre.pt/pdf2sdip/2009/12/251000...
O LICENCIADO COM PRAZER NA POLÍTICA - PEDRO VAZDes...
blogs SAPO