"Bati-me sempre por coisas que iam além de mim e não olhei a sacrifícios. Fiz o que pude, e quem faz o que pode faz o que deve" - Fernando Valle.
12 de Novembro de 2004

Yasser Arafat morreu aos 75 anos. Não conheço um mundo sem a sua presença. Acho que foi um grande líder. Defensor incansável do seu povo (o povo "mártir" da Palestina), defensor incasável do direito dos palestinianos à auto determinação. Defensor incansável dos direitos aos direitos. Sinceramente, não sei como vai ser agora daqui para a frente. Tenho a esperança que os palestinianos possam um dia ter o seu país, o seu Estado, como a maior parte dos povos da Terra. Era bom que um dia existisse uma Palestina. Se tal acontecer, muito se deverá a Yasser Arafat. Acho que o mundo livre e os homens de boa fé choram a sua morte. Eu, pelo menos, choro.

publicado por Pedro Vaz às 02:08
Novembro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
Movimento
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Fica aqui o meu contributo: http://minutoacessivel...
Paula Teles foi-me falada pelo Núcleo de Acessibil...
Paula Teles foi-me falada pelo Núcleo de Acessibil...
Gosto disto, vou começar a seguir o vosso blog.......
Sr Pedro Vaz,Como está tã informado pergunto-lhe s...
pena nao haver mesmo uma rampa para o inferno, par...
Olá Pedro Vaz.Cá o Cidadão abt fez questão em link...
Caro Pedro Vaz,Ja verifiquei o link e devo-lhe um ...
Caro Anónimo:http://dre.pt/pdf2sdip/2009/12/251000...
O LICENCIADO COM PRAZER NA POLÍTICA - PEDRO VAZDes...
blogs SAPO